Arara-azul-1 A arara-azul é da espécie Anodorhynchus hyacinthinus e está na lista das espécies ameaçadas de extinção. Em todo o mundo, essa ave é considerada a maior espécie da família Psittacidae (araras, papagaios e periquitos).

Em 2010, 4 araras-azuis foram encaminhadas pelo IBAMA para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) Associação Bichos da Mata para serem tratadas e recuperadas. Das quatro aves que chegaram, três vieram de um Criadouro localizado no interior de São Paulo e uma veio do IBAMA-MT, após ter sido resgatada no Pantanal-Norte do Mato Grosso (MT).
Durante dois anos,  as aves foram tratadas e receberam alimentação balanceada para recuperação de suas penas e de seu estado de saúde. Para sua capacidade de voo, as araras-azuis ficaram acomodadas em amplos recintos. Todo trabalho foi acompanhado pela equipe técnica, composta por biólogo, tratador e veterinário.
Arara-azul-2 Arara-azul-3 Arara-azul-4
Em 2012,  as araras-azuis foram encaminhadas para o Pantana-Norte, em Poconé-MT, após estarem aptas à soltura. As aves foram transportadas até a Área de Soltura e Monitoramento onde ficaram em aclimatação por alguns dias, para que pudessem fazer o reconhecimento e a adaptação no local.
Arara-azul-5
A soltura foi realizada em parceria com o IBAMA-MT. As portas e as  janelas dos recintos foram abertas para que as aves pudessem sair aos poucos, conforme se sentiram seguras. Após a soltura, a equipe deu início aos monitoramentos delas na natureza, observando a interação com outras de sua espécie, se estão se alimentando ou se precisam de mais alimento, se estão se reproduzindo  e se estão se adaptando bem ao novo lar, de onde jamais deveriam sair.
Arara-azul-6 Arara-azul-7 Arara-azul-8
 


chamada ninhos bichos da mata
 
 
Palavras chaves